A Ibaraki

Clientes

Trabalhe Conosco

Orçamento

Contato

Como Chegar

Cupins: Do Que os Cupins se Alimentam

Do Que os Cupins se Alimentam

Os cupins podem ser classificados como herbívoros ou decompositores. Madeira viva, madeira morta (em vários estágios de decomposição), herbáceas e gramíneas vivas, detritos vegetais (também em vários estágios de decomposição), húmus, solo com matéria orgânica, fezes (se for de um animal que tenha comido plantas, melhor ainda) e partes de plantas vivas. Tudo isso serve de alimento para os cupins.

Mas o que eles procuram nessa matéria vegetal? A resposta é simples: celulose. Celulose é uma molécula grande formada por ligação de várias moléculas menores chamadas beta-glicose. A ligação entre essas pequenas moléculas é muito forte. Além disso as moléculas de celulose se estruturam de uma forma muito estável. Por todos estes motivos, é muito difícil que o organismo de algum animal consiga digerir a celulose. Os cupins conseguem. Mas eles só fazem essa proeza porque eles se associam a colônias de protozoários, que são pequenos seres unicelulares. Esta associação é tão íntima que os cientistas chamam de simbiose. Os protozoários secretam uma enzima chamada celulase, que quebra a celulose em moléculas menores que, agora, podem ser digeridas pelos cupins. Além de protozoários algumas espécies de cupins também se associam a algumas bactérias especializadas em degradar celulose.

Na África e no Oriente existem alguns cupins que cultivam fungos para sua alimentação. Os cupins mastigam pedaços vegetais, os quais passam pelo trato digestivo sem sofrer digestão, resultando em fezes primárias. Estas são depositadas nos favos do fungo, o qual cresce e, posteriormente, é consumido pelos cupins.. O cultivo de fungos é um método indireto de utilizar celulose e lignina. Os fungos degradam celulose e assim os cupins ingerindo os fungos conseguem se nutrir. Os mesmos fungos também transformam a lignina em nutrientes mais facilmente incorporáveis. Além disso, são mais ricos em nitrogênio que a madeira fresca e, provavelmente, contenham vitaminas.

Um fenômeno muito interessante ocorre com os cupins é a chamada trofalaxia. Também vista nas formigas, a trofalaxia é um processo de alimentação em que um indivíduo transfere para outro o alimento que se encontra dentro do seu próprio tubo digestivo por regurgitação. Os cupins também podem fornecer como alimentação gotas de fluido fecalóide, denominado de alimento proctodeal, que contém protozoários simbiontes. Em ambos os processos, há também o transporte de feromônios que regulam a colônia.

Dedetização com Segurança? Ibaraki Dedetizadora 11 5668.8000!

 
 
Palavras Mais Buscadas: Dedetizar | Ibaraki | Dedetização | Dedetizadora | Descupinização | Descupinizadora | Desratização | Desratizadora