A Ibaraki

Clientes

Trabalhe Conosco

Orçamento

Contato

Como Chegar

Carrapatos: Diferença de Carrapatos Os Carrapatos Não São Todos Iguais

Algumas vezes, quando saímos para uma caminhada e passamos por um lugar com o mato um pouco mais alto, já começamos a sentir um coceirinha.

Se você freqüenta acampamentos, ou áreas rurais com certeza já “matou” a charada. Essa coceira toda tem grande chance de ser causada por carrapatos! É só olhar com atenção que você vai ver um monte de pontinhos pretos se espalhando rapidamente pela área da coceira.

Pois é, carrapatos são tão comuns que quase não assustam mais. Mas é preciso tomar cuidado, pois estes aparentemente inocentes animais podem veicular doenças ao homem!

Aqui você vai encontrar algumas informações importantes sobre esses aracnídeos danados!

Os carrapatos são carrapatos, mas não são todos iguais

Para sermos um pouco minuciosos na nossa descrição e sabermos exatamente a quem nos referimos, vamos então caracterizar os aracnídeos em primeira mão. Estes animais pertencem ao Filo Artropoda, onde estão aqueles seres que possuem o corpo dividido em tagmas (regiões bem delimitadas), exoesqueleto (esqueleto externo) e apêndices articulados, entre outras características.

Dentro do Filo Artropoda existem dois Subfilos, sendo um deles o Chelicerata, ao qual pertencem nossos amigos carrapatos. Mas, o que os coloca neste grupo? São as seguintes características: 6 pares de apêndices, sendo um par de quelíceras, um par de pedipalpos e 4 pares de apêndices locomotores. As quelíceras são articuladas e se localizam ao redor da boca. Sua função varia entre os diferentes grupos, podendo servir tanto para a alimentação, quanto para a reprodução, inoculação de veneno, produção de som, entre outras.

Os Chelicerata apresentam-se divididos em diversas Classes, entre elas a Classe Arachnida. Os aracnídeos apresentam uma grande variação nas formas do corpo, pois neste grupo se encontram Ordens como: Araneae (das aranhas), Scorpionida (dos escorpiões); Opiliones (dos opiliões); Pseudoscorpinionida (dos pseudoescorpiões) e Acari (dos ácaros, carrapatos e sarnas), entre outras. Porém, obviamente há características bastante importantes que constituem um plano básico de corpo dos aracnídeos. São elas: o corpo dividido em 2 tagmas (cefalotórax e o abdome); a presença das quelíceras (1 par) e pedipalpos (no cefalotórax) e quatro pares de pernas.

A Ordem Acari reúne espécies popularmente conhecidas como ácaros, carrapatos, micuins, sarna e o cravo. Cravo? Isso mesmo. O cravo que ataca nossa pele também é um ácaro, parente do carrapato!

Os carrapatos são ectoparasitas hematófagos. Isto é o mesmo que dizer que esses animais se alimentam exclusivamente de sangue que sugam de outros animais. Como o carrapato fica do lado de fora, não entra no corpo do animal parasitado, dizemos que ele é um ectoparasita (ecto = lado de fora). Caracteristicamente são parasitas de mamíferos, mas podem atacar demais classes de vertebrados (aves, répteis e anfíbios)

O fato de sugar o sangue faz com que a relação criada seja prejudicial ao outro animal envolvido, caracterizando o parasitismo. Em função da carga parasitária (número de parasitas/hospedeiro), a perda sanguínea do hospedeiro pode ser tanta a ponto de afetar sua saúde. Além disso, no ato de alimentação estes pequenos seres causam feridas que são portas de entrada de muitos patógenos (agentes causadores de doenças) e inoculam toxinas.

De todos os artrópodes, os carrapatos superam todos os outros grupos em variedade de doenças transmitidas a animais e são o segundo grupo mais importante como vetor de doenças humanas. Perdem apenas para os mosquitos!

Como tudo em Biologia, a classificação é essencial. Mas levando em consideração toda essa diversidade e importância médica/veterinária, a taxonomia dos carrapatos torna-se ainda mais relevante.

Para começar, os carrapatos em geral pertencem à subordem dos Ixodides e são divididos em dois grandes grupos principais. As famílias Ixodidae e a família Argasidae.

Os carrapatos da família Argasidae praticamente não apresentam dimorfismo sexual, ou seja, machos e fêmeas são bastante parecidos. O revestimento externo do corpo desses carrapatos é bastante resistente e tem aspecto que lembra couro.

Já os carrapatos da família Ixodidae apresentam domorfismo sexual bastante evidente. Os machos são consideravelmente menores. Ambos apresentam uma estrutura no dorso que lembra um escudo, bastante característica e que os distingue dos Argasidae. Esse escudo também ajuda a diferenciar os machos das fêmeas, pois no macho o escuto cobre toda a superfície do dorso enquanto na fêmea o escudo é menor, recobrindo apenas o terço anterior do dorso.

Dedetização com Segurança? Ibaraki Dedetizadora 11 5668.8000!

Carrapato Carrapatos Diferença de Carrapatos Os Carrapatos Não São Todos Iguais Tipos de Carrapatos
 
 
Palavras Mais Buscadas: Ibaraki | Dedetização | Dedetizadora | Descupinização | Descupinizadora | Desratização | Desratizadora