A Ibaraki

Clientes

Trabalhe Conosco

Orçamento

Contato

Como Chegar

Ibaraki: Desratização São Paulo Orç.Grátis 5668.8000

Desratização? Quer acabar com ratos? Ligue grátis 0800 788.8000! A Ibaraki Dedetizadora é uma empresa especializada no controle de ratos e desratização em geral. Nosso departamento de dedetização realiza serviços de desratização utilizando produtos de renomados laboratórios, equipamentos modernos e cumprindo rigorosamente as normas de segurança para esta atividade. Estamos preparados nos serviços de desratização para acabar com ratos, camundongos, ratazanas, rato de telhado, ETC. Visando a segurança e tranquilidade de nossos clientes, os produtos possuem baixa toxicidade para o homem, aves e animais domésticos, o que descarta a possibilidade de longos períodos de ausência dos locais imunizados. A Ibaraki desratização trabalha com profissionais capacitados e modernas técnicas de combate a roedores.

Os ratos são mamíferos que pertencem à ordem dos roedores (Ordem Rodentia) e à família Muridae. A seguir, leia mais sobre estes animais, que, apesar de pequenos, podem causar grandes estragos (e, às vezes, sustos maiores ainda!).

Se você já se cansou de tentar eliminar os ratos a vassouradas, vamos ver se descobrimos alternativas mais eficientes. Todo programa de prevenção e controle aos ratos tem, de maneira geral, três fases diferentes, mas que são dependentes umas das outras. Desratização passiva; Desratização ativa; Manutenção dos resultados.

Desratização passiva: A chamada desratização passiva pode ser considerada a etapa mais importante de todas, pois envolve a prevenção da infestação por ratos. Ela inclui a mobilização social da população. Essa população deverá ser aconselhada com informações sobre o que fazer com o lixo doméstico (recipientes, locais etc.), limpeza de terrenos, remoção de entulhos ETC. Devemos destacar que, para haver ratos, são necessárias três coisas: alimento, água e abrigo. Portanto, a desratização passiva é a fase preparatória do controle propriamente dito que vai ser realizado.

Principais medidas para evitar ratos: Não deixar alimentos ou restos deles expostos, guardar os alimentos em vasilhames tampados e à prova de roedores;

Colocar o lixo em sacos plásticos em locais altos do chão, colocando-o para coleta pouco antes do lixeiro passar;

Caso existam animais na sua casa, como cães e gatos, retirar e lavar os vasilhames de alimento do animal todos os dias antes do anoitecer, pois à noite ele pode servir de alimento para os ratos;

Manter limpos e desmatados os terrenos baldios;

Jamais jogar lixo à beira de córregos, pois além de atrair roedores, o lixo dificulta o escoamento das águas, agravando o problema das enchentes;

Grama e mato devem ser mantidos roçados, para evitar que sirvam de abrigo para os ratos;

Fechar buracos de telhas, paredes e rodapés para evitar a entrada dos ratos para dentro de sua casa;

Manter as caixas d’água, ralos e vasos sanitários fechados com tampas pesadas;

Lembre-se: uma vez instalados num determinado local, os ratos começam a se reproduzir, multiplicando-se muito rápido, o que dificulta o seu controle e aumenta o risco de transmitir doenças.

Desratização ativa: A desratização ativa abrange o conjunto de métodos e técnicas de controle direto aos roedores, como, por exemplo:

Medidas higiênicas; ratoeiras; placas de cola; baldes com água; raticidas; aparelhos de ultra-som; métodos biológicos.

Dependendo do tamanho da infestação, devem-se adotar, em conjunto, dois ou três itens dos acima citados.

Medidas higiênicas: Abrangem todas as medidas de limpeza que são colocadas em prática para evitar os ratos, como não deixar alimentos expostos, jogar o lixo em local adequado e evitar o acúmulo de qualquer material que não tenha mais utilidade, para não criar abrigos para os ratos.

Raticidas: Os raticidas, venenos usados para matar ratos, aparecem, no comércio, sob a forma líquida, pós, iscas granuladas e blocos sólidos parafinados. As duas primeiras não são muito frequentes. Já os granulados, por sua vez, são muito comuns. Os raticidas podem ser divididos em 2 grupos:

Raticidas agudos: provocam a morte do roedor dentro das primeiras 24 horas após a ingestão. Todos se encontram fora do mercado, sendo sua venda proibida;

Raticidas crônicos: matam o rato mais de após as primeiras 24 horas seguidas à ingestão. São compostos por anticoagulantes, interferindo no mecanismo de coagulação sanguínea e causando a morte dos roedores por meio de hemorragias internas e, eventualmente, externas.

É muito importante destacar que o uso de raticidas é extremamente perigoso e, havendo possibilidade, é sempre melhor evitar o seu uso. Quando utilizados, deve-se tomar muito cuidado, e recomenda-se que sua manipulação seja realizada por profissionais capacitados. Os raticidas são responsáveis por grande número de casos graves de intoxicação e envenenamento de pessoas e também de animais domésticos, como cães e gatos.

Aparelhos de ultra-som: Os aparelhos de ultra-som emitem sons de freqüências que não podem ser percebidas pelo ouvido humano, mas são perfeitamente ouvidas pelos roedores. O ultra-som irrita os ratos, e o objetivo de seu uso é causar a fuga dos ratos e evitar a reinfestação. Entretanto, em pouco tempo, os ratos acostumam-se às altas frequências sonoras que são emitidas, e os aparelhos tornam-se inúteis.

Métodos biológicos: O uso de bactérias contra os ratos não tem dado resultados positivos. Assim, o controle biológico por micro-organismos ainda está em fase experimental, não podendo ser recomendado. De forma quase idêntica, os predadores poucas vezes resolvem o assunto, pois cães e gatos parecem não representar grande perigo para os roedores.
Manutenção dos Resultados: Se o problema de infestação de ratos foi bem resolvido, há a necessidade de inspeções, de tempos em tempos, e, mais importante, não se deve abandonar as medidas preventivas, que tornarão muito mais difícil a reinfestação.

Caso se verifique que ocorreu reinfestação de ratos, devemos novamente colocar em prática os métodos de controle.

A verdadeira identidade dos ratos: A família Muridae é composta por ratos e camundongos do Velho Mundo, ou seja, dos continentes Europeu, Asiático e Africano. Esta família inclui três espécies muito importantes para nós. Elas foram espalhadas pelo mundo através comércio e pela navegação, e são bastante comuns. Sua importância se dá por dois motivos: estas espécies danificam bens e estoques de alimentos e também podem transmitir várias doenças, como a peste, o tifo e a febre da mordida do rato.

Os chamados murídeos pertencem à Ordem Rodentia, a qual abrange todos os roedores, como o porco-espinho, a capivara, o esquilo, cutias, entre tantos outros. Os representantes desta ordem são geralmente pequenos, possuem garras nas patas e possuem dois pares de dentes incisivos muito afiados. Estes dentes não têm raiz e crescem sem parar durante toda a vida do animal. Por isso, são utilizados para roer as sementes e cascas mais duras, para obter alimento. Mas, e quando os ratos roem caixas de papelão, material feito de plástico, ou qualquer outra coisa muito estranha para ser um alimento?!

Será que os roedores se alimentam de papelão, plástico e coisas assim?! Calma!!! Justamente porque seus dentes incisivos crescem sem parar é que os roedores também precisam roer sem parar. Então, mesmo que não estejam se alimentando, os roedores roem para gastar o tempo... quer dizer, os dentes!

Os roedores são animais cosmopolitas, ou seja, podem ser encontrados em todos os continentes, em altitudes que vão desde o nível do mar até acima de 5.800 metros no Himalaia! Desde desertos secos até florestas úmidas!

Os roedores compreendem quase 40% de todas as espécies de mamíferos. O tamanho desses animais varia bastante. Podemos encontrar desde camundongos, com apenas 5 cm de comprimento, até a capivara com seus 1,20 m de comprimento! Mas a maioria apresenta por volta de 30 cm de comprimento. A alimentação também varia entre as diferentes espécies. Temos desde espécies onívoras até aquelas que já apresentam uma dieta bem específica. De maneira geral, alimentam-se principalmente de folhas, ramos, sementes e raízes, e alguns também se alimentam de insetos. Servem como fonte de alimento para muitos mamíferos carnívoros, aves e répteis.

As espécies menores são frequentemente abundantes e possuem potencial reprodutivo bem alto, ou seja, produzem um grande número de filhotes. Com esta capacidade reprodutiva impressionante aliada a sua adaptabilidade e capacidade de invadir todos os hábitats terrestres, os roedores são de grande importância ecológica.

A Ordem Rodentia pertence à classe dos mamíferos (Classe Mammalia). Os mamíferos possuem, entre várias outras características, o corpo geralmente coberto por pêlos. Também apresentam várias glândulas na pele e membros adaptados para andar, trepar, cavar, nadar ou mesmo voar. Além do mais, apresentam garras, unhas ou cascos, e as fêmeas possuem glândulas mamárias, que secretam leite para alimentar os filhotes.

Para terminar, a Classe Mammalia está incluída no filo dos cordados (Filo Chordata, do grego chorda = cordão). Os cordados apresentam, entre outras características, uma notocorda dorsal, semelhante a um bastonete, presente durante pelo menos uma parte do ciclo de vida do animal. Hein?! Notocorda?! A notocorda é um tipo de bastão alongado, formado por células. Este bastão é envolvido em uma espécie de bainha. Podemos dizer que a notocorda forma o esqueleto primitivo (ou algo parecido com a coluna vertebral) dos embriões dos cordados.

Um Pouco Mais Sobre a Vida dos Ratos: Os ratos em geral, têm hábitos noturnos. Eles só saem à luz do dia quando sua população aumenta tanto que a comida disponível acaba ficando insuficiente para alimentar a colônia toda.

Alimentação: A ratazana e o rato-de-telhado são muito desconfiados em relação a um alimento que vão ingerir: um novo alimento ou isca que é encontrado, ao longo da trilha que percorrem ou perto dela, é observado muito cuidadosamente. Assim, o rato desconfia e não devora o alimento, e sim espera que um rato que esteja mais esfomeado, ou que seja menos experiente, vá até o novo alimento ou isca e o devore. Caso não aconteça nada de anormal para o rato que comeu o alimento, o observador resolve também devorar o citado alimento ou isca. Caso surjam sinais de doença no rato mais esfomeado ou inexperiente, o observador evita o alimento. Além disso, ele parece que "comunica" esse fato a toda a colônia, pois todos os outros ratos passam a evitar o tal alimento!

O rato-de-telhado e a ratazana evitam todo e qualquer objeto e alimento estranhos. Estes alimentos ou objetos são tocados somente após alguns dias de permanência no local. Já o camundongo, pelo contrário, é muito curioso em relação a tudo o que é novo.

Vencida a desconfiança, o alimento passa a ser devorado. Quando este alimento não pode ser comido rapidamente ou está em lugar muito exposto, é retirado aos poucos e levado para um lugar apropriado, onde o rato possa devorá-lo em segurança. As fêmeas levam pequenas porções de alimento para os filhotes que estão no ninho. 

Água: As necessidades de água variam conforme a espécie e com o tipo de alimentação. Os camundongos, como regra geral, precisam de pouca água. As ratazanas e os ratos-de-telhado precisam de mais água, principalmente se estão sempre devorando material seco, como cereais, por exemplo.

Comportamento social: Num grupo de ratos, há os indivíduos dominantes - machos e fêmeas mais fortes, que estão na idade mais apropriada para a reprodução - e os dominados - ratos muito jovens e muito velhos.

Os machos dominantes expulsam os outros machos das tocas, ocupam os melhores locais do território da colônia e alimentam-se quando querem. Já os dominados ocupam as áreas marginais no território e só se alimentam quando não há dominantes presentes. Entretanto, quando há um alimento novo no território (como uma isca isolada ou em ratoeira, por exemplo), o rato dominante espera que o rato dominado já tenha ingerido algumas porções. Se nada acontecer a ele, o rato dominante aproxima-se, expulsa o dominado, e ingere o alimento ou a isca. Por estes motivos, os chamados raticidas violentos, como estricnina, arsênico e vários outros, dão bons resultados somente no início. Isso acontece porque os ratos sobreviventes (geralmente os dominantes) rapidamente associam a ingestão da isca com a morte, e passam a não ingerir mais este alimento. É interessante observarmos, também, que esse comportamento é imitado por todos os ratos da colônia.

Onde há abundância de alimento, como nas granjas de aves, podem ocorrer duas ou três espécies de roedores, e elas podem conviver em relação pacífica. Mas onde há competição pelo alimento isso não acontece, e nesse caso ocorre no local apenas uma das três espécies.

Faça serviço de controle de ratos com a Ibaraki Desratização para não ter que fazer de novo!

Controle de ratos, controle de cupins, controle de baratas, controle de formigas, controle de brocas, controle de carrapatos, controle de aranhas, controle de escorpiões, controle de pombos, controle de morcegos, controle de pulgas, controle de traças, ETC.

A Ibaraki Desratização atende em São Paulo, no Interior e no Litoral sem cobrar taxa de visita.

Desratização para Residências, Desratização para Condomínios, Desratização para Indústrias, Desratização para Comércios, Desratização para Casas, Desratização para Escolas, Desratização para Empresas, Desratização para Hotéis, Desratização para Supermercados, Desratização para Restaurantes, Desratização para Lanchonetes, Desratização para Bares, Desratização para Padarias, Desratização para Shopping Center, Desratização para Prédios, Desratização para Edifícios, Desratização para Apartamentos, Desratização para Lojas, Desratização para Hospitais, Desratização para Sítios, Desratização para Chácaras, Desratização para Galpões, Desratização para Construtoras, Desratização para Obras, e muito mais...

Ibaraki Desratização Serviços com Qualidade!

Precisando Eliminar Ratos? Chame a Ibaraki Desratização!

Desratização Ibaraki Desratização Desratização 24h Desratização com Armadilhas de Cola
Desratização com Armadilhas P.P.E. Desratização com Atendimento Grátis Desratização com Atendimento Rápido Desratização com Iscas Granuladas
Desratização com Iscas Parafinadas Desratização com Melhor Preço Desratização com Orçamento Grátis Desratização com Orçamento sem Compromisso
Desratização com Pó de Contato Desratização com Preço Justo Desratização com Sistema M.I.P. Desratização com Tecnologia
Desratização com Veneno Atóxico Desratização com Veneno Sem Cheiro Desratização com Visita Grátis Desratização Corretiva
Desratização de Camundongos Desratização de Plantão Desratização de Ratazanas Desratização de Ratos
Desratização de Ratos de Telhado Desratização de Roedores Desratização Ecológica Desratização Econômica
Desratização Eficiente Desratização Emergencial Desratização Especializada Desratização Imediata
Desratização Inovadora Desratização Preventiva Desratização Profissional Desratização Sem Desocupar o Local
Desratização Sem Sair do Ambiente Desratização Técnica Desratização Urgente Empresa de Desratização
 
 
Palavras Mais Buscadas: Ibaraki | Dedetização | Dedetizadora | Descupinização | Descupinizadora | Desratização | Desratizadora