Trabalhe Conosco

Como Chegar

Dedetização: Dedetização de Baratas

Dedetização de baratas com segurança é com a Ibaraki dedetizadora de baratas uma empresa especializada em controle de baratas. Nosso departamento de controle de pragas urbanas realiza serviços de dedetização de baratas em São Paulo utilizando produtos de renomados laboratórios, equipamentos modernos e cumprindo rigorosamente as normas de segurança para esta atividade. Estamos preparados nos serviços de dedetização para por fim em baratas, cupins, mosquitos, formigas, pulgas, ETC.

O que é uma barata? Além de caretas de nojo, essa pergunta é respondida pela maioria das pessoas de forma simples: são insetos cascudos, escuros e resistentes. De fato, as baratas fazem parte da grande classe dos insetos. Isso quer dizer que elas têm, com poucas exceções, 1 par de antenas, 2 pares de asas, 3 pares de pernas e outras similaridades com as moscas, gafanhotos, formigas, etc.

Além disso, um conjunto de características únicas também as permite formar a ordem Blattodea, também chamada de Dictyoptera ou Blattariae. Podemos descrever aqui algumas de suas especificidades, a começar pela cabeça, muito móvel, voltada para baixo, com longas antenas filiformes e grandes olhos compostos. Os ocelos laterais são representados por duas manchas ocelares e o ocelo mediano é ausente. As peças bucais são bem desenvolvidas e próprias para a mastigação. A cabeça é recoberta e protegida pelo pronoto, uma projeção rígida do tórax em forma de capacete.

Também do tórax saem os 02 pares de asas. O anterior, que fica por cima, é mais resistente e tem uma textura pergaminosa, por isso essas asas são chamadas de tégminas. As asas posteriores, que ficam protegidas pelas tégminas, são do tipo membranoso.

A maioria das baratas prefere andar e suas pernas são propícias para uma locomoção rápida. Por isso, também, algumas espécies apresentam asas bem reduzidas (braquípteras) ou são ápteras, ou seja, não possuem asas.

O abdome, que pode ou não estar coberto pelas tégminas, comporta órgãos internos importantes, como intestino, órgãos reprodutivos e coração. Externamente, ele possui em sua extremidade um par de cercos, apêndices que funcionam como órgãos olfativos.

Cerca de 4000 espécies fazem parte da ordem Blattodea e novos membros vêm sendo descobertos na natureza. Apesar desse número assustar (ou enojar), a maioria das pessoas só terá contato com menos de 1% dele, quer dizer, com as 35 espécies que habitam ambientes humanos ou com hábitos domissanitários. A porcentagem se reduz ainda mais se lembrarmos que poucas espécies, cerca de 08, dominam este cenário: Periplaneta americana (barata vermelha, barata americana, barata grande, barata de esgoto) (Figura 1) eBlattella germanica (barata pequena, baratinha, barata alemã, francesinha, paulistinha, barata de cozinha ou de madeira) (Figura 2), que são as mais freqüentes em São Paulo; Periplaneta australasiae (barata australiana), Pycnoscelus surinamensis (barata do Suriname), Leucophaea madera (barata cascuda ou barata grande dos armazéns), Supella supellectiliumBlatta orientalis (barata oriental), Periplaneta brunnea (barata parda).

Seguem as descrições das principais baratas domésticas que podem ser encontradas no Brasil:

Quem é que nunca melecou todo um chinelo com “gosminha” de barata, depois de uma ou várias chineladas? A maioria das pessoas já usou essa medida em um momento de desespero. Porém, apesar de muito eficaz na eliminação imediata do problema ela é ineficiente em longo prazo. Aqui serão descritas formas simples de evitar ou até mesmo eliminar baratas de ambientes domésticos.

As baratas podem viver e multiplicar-se em esgotos, fossas, caixas de inspeção de encanamentos, latrinas, entre outros ambientes, o que torna a eliminação de sua população muito difícil. Mesmo assim, em condições normais o controle é fácil com melhorias de higiene, pouco uso de inseticidas e outras medidas.

Medidas preventivas: é melhor prevenir que remediar!

Seguem os primeiros e, de certa forma, os principais passos a se executar para evitar as baratas. Essas ações se baseiam na eliminação da água, alimento e abrigo das baratas, indispensáveis para sua sobrevivência, não evolvendo uso de produtos químicos, o que é uma vantagem em ambientes com alimentos ou habitados por crianças e animais que poderiam se intoxicar.

1. Eliminação do acesso a alimento: Nenhuma substância que sirva de alimento para as baratas deve estar acessível e isso abrange desde comidas como as de dispensas até restos e resíduos do chão e de roupas, lixo, rações de animais, etc. São exemplos de ações que garantem isso: limpar regularmente a casa, manter alimentos bem fechados e guardados, especialmente à noite, evitar recipientes de papelão ou madeiras (preferidos pelas baratas para deposição de ootecas), usar latas de lixo herméticas que não permitam o acesso ao alimento pelas baratas, manter terrenos ao redor das residências capinados e sem lixo, manter ralos de cozinha, banheiro e área de serviço limpos e desinfetados com creolina, manter pia, fogão e o espaço embaixo da geladeira sempre limpos e secos, principalmente durante a noite, limpar cuidadosamente e regularmente os locais onde possam acumular poeira ou restos alimentares: fornos, armários, despensas, sob pias, ETC, não deixar a alimentação de animais domésticos acessível aos insetos.

2. Eliminação de acesso à água: A hidratação é indispensável para a sobrevivência das baratas, que é feita principalmente na condensação debaixo das geladeiras, poças dos cantos das cozinhas e áreas após lavagens, torneiras que vazam, garrafas de refrigerante vazias, frutos maduros e outros. Uma atenção especial a pias, geladeiras e ralos dificulta o acesso à água.

3. Eliminação de locais de abrigo: Frestas, fendas, vãos, buracos em paredes, armários, pias, rodapés e batentes são ambientes propícios para crescimento e reprodução de baratas. Por isso, deve-se mantê-los rebocados ou cimentados ou vedados com silicone e frestas de armários e portas internas e externas, principalmente aquelas perto da pia, devem ser vedadas com borracha.

4. Bloqueio de acesso à residência: Outra forma importante de evitar esses insetos é impedindo seu acesso à residência. Para isso, ralos devem estar sempre bem fechados, sob pesos, como saquinhos com areia, na parte inferior externa de portas, vedar com borracha e janelas protegidas por telas.

Medidas paliativas: correndo atrás do prejuízo!

Existem áreas, no entanto, de difícil controle ou de controle impossível onde somente as medidas preventivas não são suficientes. Nessas áreas é necessário o uso concomitante às medidas preventivas de produtos químicos, como inseticidas, que buscam controlar a população do inseto já instalada na área, ou seja, métodos de controle paliativo. As vantagens do uso desses produtos são a eficácia, a praticidade e a ação rápida. Porém, são necessários cuidados adicionais devido à alta toxicidade. Por isso, os tratamentos devem ser realizados por pessoal treinado/capacitado para tal.

Normalmente, um tratamento inicial com aplicações líquidas bem feita, garante uma grande e rápida redução da população. Algumas vezes são necessárias de 02 ou 03 aplicações a mais, quando a infestação é muito grande ou há período reprodutivo, já que ootecas são resistentes a inseticidas. Medidas rígidas de segurança devem ser tomadas nesses tratamentos para evitar intoxicações e danos ambientais. Após essa primeira fase mais intensa, tratamentos de manutenção podem ser feitos em intervalos variados, de acordo com o nível de infestação e condições climáticas.

É importante lembrar que, em qualquer tratamento, utensílios de cozinha e alimentos devem ser bem protegidos ou retirados e animais e residentes devem sair do local. A aplicação de inseticidas deve ser feita em todos os lugares onde as baratas se escondem durante o dia:

Nos lares: principalmente na cozinha (embaixo da pia, armários e frestas), dentro do fogão, motor e radiador de geladeiras, armários e despensas; em aparelhos eletrônicos aplica-se inseticida em pó, nunca sobre válvulas ou outras peças.

Em restaurantes, armazéns, mercados e depósitos: aplicação deve visar as fendas das paredes e soalhos, estrados de apoio à sacaria, lugares de guarda de garrafas, caixas, etc.

Existem várias formulações presentes no mercado, cada uma própria para determinados ambientes e níveis de infestações. Produtos para nebulização e para ultrabaixo volume também não podem ser usados por leigos devido à alta toxicidade.

Dedetizadora com Segurança? Ibaraki Dedetização de Baratas!

Barata Baratas Acabar com Barata Acabar com Baratas
Biologia da Barata Biologia das Baratas Controle de Barata Controle de Baratas
Dedetização de Barata Dedetização de Baratas Dedetizadora de Barata Dedetizadora de Baratas
Eliminar Barata Eliminar Baratas Tipos de Barata Tipos de Baratas
 
 
Palavras Mais Buscadas: Ibaraki | Dedetização | Dedetizadora | Descupinização | Descupinizadora | Desratização | Desratizadora | Dedetizar?